• Dólar
  • Trigo
  • Soja
  • Milho
  • Feijão

Há anos algumas pragas vêm dificultando a vida do produtor rural ,são insetos que conseguem se adaptar aos sistemas de produção e infelizmente a população destas pragas cresce de forma acelerada causando sérios prejuízos a lavoura.

No ano de 2013 a Helicoverpa Armigera apareceu e deixou o produtor noites sem dormir pensando nos danos que ela poderia vir a causar. Não é só ela que está no nosso radar, nós da MCF Agrícola contamos com um time de profissionais engajados em ajudar o produtor a identificar todas as pragas e controla-lás.

Listamos as pragas para que você produtor rural fique de olho nessa safra 17/18.

O Percevejo é um inseto sugador que causa maior dano na parte reprodutiva da soja, a partir de R3 estes insetos causam danos às vagens que na maioria dos casos é abortada. No estádio R5 – R6 o percevejo não causa o abortamento das vagens e sim o murchamento de grãos, além de ocasionar grãos chochos, o que prejudica a qualidade na hora de comercializar os grãos. São 4 os tipos de percevejos encontrados na soja, são eles: O Percejevo Verde-pequeno, Percevejo Verde, Percevejo Marrom, Percevejo Barriga-verde.

A segunda praga é a Lagarta Falsa-medideira, causadora da desfolha. Essa praga é de difícil controle, pois se encontra no baixeiro da planta e com a entrelinhas da cultura fechada o inseticida não consegue atingi-la.

Lagarta-da-soja, uma velha conhecida do produtor rural, que ataca as folhas da cultura diminuindo o Índice de Área Foliar e por consequência sua fotossíntese.  O seu controle deve ser iniciado desde o tratamento de sementes e sua incidência monitorada conforme o crescimento da lavoura.

A quarta praga já citada no texto, Helicoverpa armigera, que tirou o sono do agricultor já não causa tantos pesadelos, porém deve continuar sendo monitorada por ser muito agressiva pois ataca tanto folhas como vagens.

A MCF Agrícola está empenhada em levar as melhores soluções ao produtor rural para o controle dessas pragas, contando com produtos das empresas Syngenta, Adama e UPL. Nossos profissionais visitam as áreas realizando o monitoramento e posicionando corretamente os defensivos para que o produtor garanta uma boa produção.